Celebramos no dia 7 de abril o Dia Mundial da Saúde, data criada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para alertar sobre os cuidados com a nossa saúde em geral, não apenas quanto à atenção aos procedimentos clínicos, mas também sobre a rotina e os ambientes em que residimos.

O cuidado com a saúde se inicia desde as condições de saneamento das moradias em geral, até os sintomas mais específicos que nosso corpo pode apresentar. Parte da população mundial sofre com a falta de água encanada, tratamento de esgoto, alimentação adequada e condições de vida favoráveis à manutenção da saúde.

Este Dia Mundial da Saúde nos incentiva a refletir e trabalhar para garantir que todos tenham uma boa qualidade de vida, seja em casa ou qualquer lugar que frequentamos, além de acesso aos serviços básicos de saúde, como atendimentos médicos e programas sociais que atendam aos mais necessitados.

Para completar esta preocupação, o mundo passa por um momento pandêmico, no qual ainda são recentes os estudos com a vacinação e não temos certeza sobre como o vírus irá se comportar ao longo do tempo. Além da preocupação em conscientizar e imunizar a todos, para conseguir reduzir o número de mortos e internações.

A população mais vulnerável é sempre o maior desafio. Como manter distanciamento de uma família com sete membros em uma casa com três cômodos? Como levar saneamento básico para as moradias irregulares e regiões de extrema pobreza? Sim, problemas sociais envolvem outras questões, além das causas econômicas, estamos falando de manutenção de vida saudável e de necessidades básicas.

Por isso é muito importante a conscientização do que de fato é garantir a saúde da população, pois somente dessa forma evoluiremos com as políticas sociais e criação de soluções para uma saúde de qualidade, com igualdade e equidade, principalmente. Conforme a Constituição Federal de 1988, a saúde é direito de todos e dever do Estado, cabendo a cada um de nós acompanhar e apoiar políticas de melhorias na saúde.

Contudo, além de cuidar do próximo, não devemos deixar de nos cuidar diariamente também.  Manter uma alimentação saudável, beber bastante água, cuidar da higiene pessoal e manter uma rotina de acompanhamento médico. O plano de saúde privado ainda não é uma realidade para todos e, por ser um serviço pago, deve ser bem administrado e é aí que entram serviços como o nosso, de consultoria e corretores, prezar pela qualidade nos serviços de saúde privados e auxiliar para garantir que todos os beneficiários tenham um atendimento de qualidade.

Ter um plano de saúde é um diferencial e contar com uma consultoria responsável é essencial. Aproveite os serviços que estão disponíveis e as facilidades que auxiliam no dia a dia, tanto dos RH quanto dos beneficiários. No que precisar, lembre-se de contar sempre com a Contaget.