POR QUE DOAR?

Doar sangue é um ato que salva milhares de vidas diariamente. Além de ajudar em processos de intervenções médicas, a doação também auxilia pacientes com doenças crônicas que precisam de transfusões periodicamente, como a doença falciforme e a talassemia.

TIPOS SANGUÍNEOS

A+ A- B+ B- AB+ AB- O+ O-

 

 

Vocês já devem ter ouvido falar que alguns tipos sanguíneos são mais requisitados do que outros. Isso acontece por conta do RH (positivo e negativo) e de tipos sanguíneos que têm maior capacidade de se “mesclar” com outros, como o O- por exemplo.

Os tipos sanguíneos negativos conseguem se mesclar em classes sanguíneas positivas. Já o contrário não é possível, devido a anticorpos específicos. Por isso, foi criada a classificação dos tipos sanguíneos que conhecemos hoje. Na tabela abaixo é possível identificar quais tipos de sangue ‘se combinam’.

O sangue O- é conhecido como doador universal, por poder se mesclar a qualquer tipo e RH sanguíneo. O AB+ é o receptor universal, que pode receber sangue de qualquer tipo e RH.

Existe ainda um tipo sanguíneo muito raro que é conhecido como sangue dourado, é um sangue de RH nulo. No mundo todo, foram encontradas pouco mais de 40 pessoas com essa característica. Apesar de ser um sangue valioso, por poder ser doado a qualquer pessoa, o risco está na necessidade de uma transfusão, pois só podem receber de pessoas do mesmo tipo. Muitas destas pessoas acabam tendo uma reserva do próprio sangue em laboratório para se prevenir de possíveis necessidades.

QUEM PODE DOAR?

  • Pessoas em boas condições de saúde;
  • Com idade entre 16 anos (menores devem ir acompanhados pelo responsável legal) e 69 anos (com primeira doação antes dos 60);
  • Com peso mínimo de 50 kg;
  • Pessoas que tenham dormido no mínimo 6 horas no dia anterior à coleta;
  • Estar bem alimentado, sem consumo excessivo de gorduras nas últimas 4 horas.
  • E não se esqueça: para doar, é preciso levar um documento original com foto. 

QUEM NÃO PODE DOAR?

Existem condições de saúde que que são impeditivos na hora doar, algumas temporárias, outras definitivas.

Definitivas: Hepatite após 11 anos, evidencias clínicas de doenças infecciosas pelo sangue, uso de drogas ilícitas e malária.

Temporárias: Consumo de bebidas alcoólicas 12 horas antes da coleta, resfriados, gestantes ou pós- parto,  tatuagens e maquiagem definitiva nos últimos 12 meses, pessoas que sofreram risco de DST’s nos últimos 12 meses e procedimentos médicos invasivos. Para detalhes e mais informações, consulte um hemocentro.

 ONDE DOAR?

Você pode encontrar o hemocentro mais próximo acessando o link: https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-sangue#onde-doar

DOAÇÃO DE SANGUE E O COVID-19

Você sabia que pessoas que tiveram Covid-19 e se recuperaram podem ajudar aqueles que estão em tratamento pela doença?

Pois então, a Pró-Sangue, hemocentro de São Paulo, solicita que pacientes recuperados da Covid-19 doem sangue, pois podem conter  anticorpos importantes que auxiliam no tratamento desta doença.

Para mais informações, acesse: https://covid.hubglobe.com/#/