Em 2010, a Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu o dia 28/07 como o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais. O mês de julho passou também a ser dedicado a campanhas de conscientização sobre o tema: o Julho Amarelo.

Existem vários tipos de hepatite, sendo as mais comuns, e focos da campanha, os tipos A, B e C. São vírus que afetam o fígado, causando degeneração do órgão e várias complicações de saúde. O índice de pessoas contaminadas no mundo é muito alto e por isso o alerta a essas doenças.

TRANSMISSÃO

O tipo A é transmitido via fecal-oral (alimentos mal higienizados, água contaminada ou falta de higiene pessoal), os tipos B e C são via contato sanguíneo e secreções corporais contaminadas (relação sexual desprotegida, transmissão de mãe para filho ou pelo compartilhamento de objetos perfuro cortantes), sendo o tipo C mais comumente transmitida por via sanguínea. Tem um período de incubação de 2 meses, podendo ser crônica (mais de 6 meses) ou aguda (curta duração).

SINTOMAS

Normalmente, as hepatites não apresentam sintomas, somente em casos avançados. Entre os sinais estão:

  • Febre;
  • Mal-estar;
  • Perda de apetite;
  • Icterícia (pele amarelada);
  • Fezes esbranquiçadas;
  • Urina escura;
  • Dor abdominal;
  • Cansaço;
  • Náuseas e vômitos.

PREVENÇÃO

Como são transmitidas de diferentes maneiras, o melhor é realizar um “combo” preventivo constante. As principais maneiras de se prevenir das hepatites são:

  • Lavar bem as mãos, alimentos e utensílios de cozinha;
  • Cozinhar bem os alimentos (frutos do mar/carne de porco);
  • Não banhar-se em regiões próximas a esgoto a céu aberto;
  • Realizar desinfecção dos banheiros e objetos com solução de hipoclorito de sódio a 2,5% ou água sanitária;
  • Usar preservativo nas relações sexuais;
  • Não compartilhar objetos perfuro cortantes pessoais;
  • Em casos de gravidez, realizar o pré-natal adequadamente;
  • Tomar as vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde para os tipos A e B.

TRATAMENTO

Cada caso vai precisar de acompanhamento e tratamentos adequados, prescritos por médicos especialistas. Mas as medidas costumam conter:

  • Alimentação leve;
  • Medicações que aliviem os sintomas;
  • Remédios inibidores;
  • Atividades físicas moderadas.

Para manter sua saúde sempre em dia, consulte médicos regularmente e realize o check-up anual. Para conhecer as melhores opções de Planos de Saúde, entre em contato com a Contaget: www.contaget.com.br/contato